Auditoria de Gestão

“(...) A auditoria de gestão é uma técnica relativamente recente podendo ser entendida como um dos segmentos ou extensões da auditoria operacional.

As técnicas da auditoria de gestão cobrem um espectro bastante amplo de procedimentos, métodos de avaliação, políticas e tarefas sendo desenhadas para analisar, avaliar e rever o desempenho da empresa ou entidade em relação a um conjunto pré determinado de standards.

Pode, pois afirmar-se que o grande objetivo da auditoria de gestão é o de verificar em que medida é que os recursos (cada vez mais limitados) postos à disposição dos gestores estão a ser aplicados com a maior economicidade, eficiência e eficácia.

Por outras palavras, a auditoria de gestão pretende medir e dar opinião sobre o desempenho dos gestores e sobre a rentabilidade da empresa, ou seja, concluir sobre se os resultados por eles apresentados não poderiam ou deveriam ser diferentes (para melhor, obviamente). Por esta razão, há pois muitos pontos de contato entre a auditoria de gestão e o sistema de controle interno.

Em termos gerais podemos então referir que as funções da gestão são primordialmente:

a) fixar políticas e objetivos;

b) estabelecer planos, normas e procedimentos para que se possam atingir as políticas e os objetivos fixados;

c) organizar a empresa ou entidade a fim de que os planos, normas e procedimentos possam de fato operar;

d) controlar a forma como os referidos planos, normas e procedimentos estão a atingir os seus fins.

Assim sendo, o programa modelo que o auditor deve seguir para avaliar os gestores, quer no que respeita à eficácia e à eficiência da gestão da empresa em geral quer quanto às suas áreas funcionais em particular, terá que forçosamente cobrir os seguintes aspectos:

a) verificar se foram fixados objetivos e políticas;

b) avaliar todo o processo de planejamento, o qual necessariamente inclui as normas, procedimentos, mapas e prioridades;

c) avaliar todo o processo organizacional, ou seja, avaliar se a estrutura organizacional é consistente com as políticas e objetivos globais;

d) analisar o processo de controle, ou seja, as medidas de desempenho. Para tal, o auditor de gestão tem necessariamente que:

  - verificar se a administração identificou as áreas chave que devem ser controladas;

  - avaliar e julgar as bases usadas para desenvolver os padrões de medida;

  - rever os parâmetros para identificar a performance e os resultados. (...)”

 

Fonte: Auditoria Financeira – Teoria e Prática; Carlos Baptista da Costa; Editora Rei dos Livros – Lisboa – Portugal.

FAQ

Entenda como uma consultoria pode contribuir para a performance empresarial vendo as principais perguntas a respeito.


Leia mais...

Soluções

Nosso sólido conhecimento em administração empresarial tem foco em Estratégia, Finanças, Processos e Pessoas.
 

Conheça mais...